Meus Pedidos
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
CTPF - YouTube



CTPF participa de “Viva Ópera”, montagem operística baseada em grandes produções da FCS

O Centro Técnico de Produção e Formação Raul Belém Machado - CTPF, da Fundação Clóvis Salgado, vem trabalhando nos últimos meses para dar suporte e vida ao espetáculo Viva Ópera, montagem da Clóvis Salgado que revisita trechos e passagens de grandes espetáculos dos últimos 50 anos

Dia em Notícias

CTPF participa de “Viva Ópera”, montagem operística baseada em grandes produções da FCS

Ópera Rigoletto (Crédito: Netun Lima)

São nove as óperas que integrarão a Viva Ópera, quando serão encenados trechos e passagens mais marcantes dos grandes clássicos mundiais. A apresentação utilizará o acervo de cenários, figurinos e adereços armazenados pelo CTPF, Centro responsável pela salvaguarda de todo o acervo produzido pela Fundação Clóvis Salgado nas últimas cinco décadas. 

Parte do acervo operístico do CTPF integrará também uma exposição, que será montada no foyer do Palácio das Artes, como parte da apresentação da Ópera.

A ópera

Em Viva Ópera, serão apresentados coros, duetos, quartetos e árias selecionados de nove óperas: Norma, de Bellini; O Barbeiro de Sevilha, de Rossini; Lucia de Lammermoor, de Donizetti; La Traviata, Nabucco, Aida e Rigoletto, de Verdi; além de Madame Butterfly, Turandot e La Bohème, de Puccini. 

Para essa produção, a Fundação convidou o diretor argentino Pablo Maritano, que vai assinar a concepção e direção cênica do espetáculo. A regência ficará por conta da maestra da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Lidia Amadio. 

A montagem contará ainda com a participação do Coral Lírico de Minas Gerais, da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, de bailarinos do Centro de Formação Artística e Tecnológica (Cefart) e dos solistas convidados: Eiko Senda (Soprano), Elisete Gomes (Soprano), Ludmila Bauernfeld (Soprano), Melina Peixoto (Soprano), Fabíola Protzner (Soprano) e Estefania Maite Cap (Mezzossoprano). Completam o elenco da montagem Michel de Souza (Barítono), Lucas Damasceno (Tenor), Eduardo San’Anna (Barítono), André Fernando (Baixo), Tereza Cançado (Mezzossoprano), Filipe Santos (Barítono), Marcio Bocca (Tenor) e a atriz Eduarda Fernandes.

 

Uma exposição inédita

Parte do acervo do Centro integrará a mostra “CTPF: Para Dar Vida à Ópera”. Antes de adentrar ao Grande Teatro Cemig Palácio das Artes, o público poderá conferir figurinos originais das óperas A Flauta Mágica (1984 e 2022), Lucia di Lammermoor (1985), Don Giovanni (1998), Carmen (1999), Turandot (2004), Nabucco  (2011), Viúva Alegre (2012), Madame Butterfly (2013), Rigoletto (2014), Romeu e Julieta (2016), Norma (2017) e Aleijadinho (2022). 

A exposição apresentará, em ordem cronológica, a pluralidade e relevância do acervo artístico da Fundação, mantido pelo Centro, gerenciado pela APPA - Arte e Cultura desde 2020.

 

Fotos Galeria: Paulo Lacerda

Galeria:

  • CTPF participa de “Viva Ópera”, montagem operística baseada em grandes produções da FCS - Foto 1
  • CTPF participa de “Viva Ópera”, montagem operística baseada em grandes produções da FCS - Foto 2
  • CTPF participa de “Viva Ópera”, montagem operística baseada em grandes produções da FCS - Foto 3